FENASCE EM BUSCA DE PROTEÇÃO PREVIDENCIÁRIA PARA A CATEGORIA DE ACE E ACS



Na tentativa de evitar um dano irreversível para a aposentadoria dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias, o presidente da Federação Nacional dos Agentes - FENASCE - Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias Luís Cláudio Celestino de Souza esteve reunido na tarde dessa terça-feira (04) com o deputado federal Fábio Rodrigues do PDT SE.


Na reunião o deputado afirmou que essa reforma sugerida pelo governo federal trás danos irreparáveis para a categoria de ACE e ACS, segundo Fábio Rodrigues a reforma, os agentes terão que contribuir 40 anos com a previdência para ter o direito de se aposentar.


Na oportunidade foi discutido a possibilidade de uma aposentadoria especial para os Agentes e o deputado disse ser totalmente favorável.


Luís Cláudio ainda visitará outros parlamentares na tentativa de reativar as discussões da PEC 22 de 2011 que entre a aposentadoria especial para os ACE e ACS, trás outros benefícios como por exemplo um piso salarial não inferior à dois salários mínimos.


"É preciso estarmos presentes em Brasília, pois quem não é visto, não é lembrado, e para que os parlamentares abracem à nossa causa é preciso que façamos visitas constantes em seus gabinetes". Salientou Luís Cláudio.