• Fenasce

FENASCE cobra reajuste do Piso Salarial ao Ministério da Saúde

A FENASCE mobilizou nessa terça-feira (08), ACS e ACE de todo Brasil para reivindicar a execução imediata do reajuste do Piso Salarial. Essa luta foi travada em 2021. Após muitas idas e vindas, negociações e derrubada de veto presidencial, resultou no reajuste de R$1.750,00 a ser executado em janeiro de 2022. Até o momento o dinheiro não chegou no bolso dos trabalhadores.


A categoria atendeu a convocação do presidente da FENASCE, Luís Cláudio da Saúde e se organizou nos seus municípios, com camisas, faixas e cartazes e foram até Brasília-DF.


Bravamente, a categoria defendeu seu direito, cobrou seu dinheiro, registrou e movimentou as redes sociais, divulgando toda atitude do governo federal com os trabalhadores da saúde que são o verdadeiro exército do SUS.


A FENASCE foi representada em Brasília-DF pela vice-presidente, Ilze Mendes, pela diretoria e por trabalhadores de diversos estados do País como: Ceará, Goiás, Alagoas, Bahia, Pernambuco e Sergipe. Os trabalhadores, realizaram o movimento em frente ao Ministério da Saúde. Pressionado, o ministro Marcelo Queiroga, desceu de seu gabinete e chamou os representantes da federação para uma reunião.


Durante o encontro, a FENASCE reivindicou o posicionamento do Ministério da Saúde, do presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO), do Senado, da Câmara Federal, além da consideração da urgência em atender a categoria que luta para a execução da lei existente.


Por fim, o Ministro encaminhou para o dia seguinte, quarta-feira (10), a definição para execução do Piso. A FENASCE se manteve em vigília, no aguardo do retorno.


Jacielma Cristina

Jornalista da FENASCE

14 visualizações