Ato de greve reuniu Agentes de Endemias em Maceió


Na última quinta-feira (26), Sindacs-AL e Movimento Unificado realizaram ações para cobrar um posicionamento sobre a implantação do piso salarial.

Agentes de combate às endemias de Maceió continuam em greve pela implantação do piso salarial da categoria. Na última quinta-feira (26), o Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde de Alagoas (Sindacs-AL), junto ao Movimento Unificado dos Agentes de Saúde de Maceió, se reuniu com os trabalhadores para cobrar novamente um posicionamento da prefeitura. 


O ato de reivindicação teve início em frente à Secretaria Municipal de Gestão (SEMGE), seguido de uma caminhada pelas ruas de Maceió até a Secretaria Municipal de Saúde, onde uma grave denúncia de intimidação contra a categoria foi externada. 


“A diretora de vigilância em saúde, Fernanda Rodrigues, está tentando intimidar os agentes de combate às endemias para que não participem das atividades do sindicato, notificando os servidores e informando que eles não têm direito ao abono das faltas”, explicou o presidente do Sindacs-AL, Fernando Candido. 


A categoria tem se mobilizado para mostrar à população a importância do trabalho realizado pelos agentes de combate às endemias para a saúde pública da capital e pressionar os gestores públicos. De acordo com Fernando Candido, as ações estão voltadas diretamente ao prefeito Rui Palmeira, que não está cumprindo a lei que estabelece o piso salarial nacional, mas se houverem ações retaliativas por parte da Secretaria Municipal de Saúde, as medidas necessárias serão tomadas. “Se algum agente sofrer retaliação por causa da greve ou até mesmo ter o ponto cortado, nós faremos também da SMS e do Secretário, José Tomaz Nonô, alvos das nossas mobilizações”, completou.

Presidente do Sindacs-AL - Fernando Candido

POSSÍVEL CONCILIAÇÃO


Em resposta positiva às reivindicações da categoria, ainda na última quinta-feira (26), o Sindacs-AL e o Movimento Unificado receberam uma ligação do Tribunal de Justiça informando o agendamento de uma reunião de conciliação para o dia 02 de outubro às 09h. Na ocasião, toda a categoria tomou conhecimento da notícia e foi estimulada a comparecer como forma de reforçar as reivindicações. 


A paralisação parcial das atividades dos agentes de combate às endemias está relacionada ao não cumprimento da implantação do piso salarial da categoria em Maceió, com base na Lei Federal 13.708/18.


Matéria retirada do site do Sindacs Alagoas: www.sindacsalagoas.blogspot.com

© 2019 FENASCE - DF 

Todos os direitos reservados

Entre em contato:

fenasceacsace@gmail.com

Celular: (85) 9.9914-3939

Endereço:

Setor Comercial Sul - Quadra 01

Edifício Central - Sala 1201 - Brasilia/DF CEP:  70297-400